Geo Alentejo – 6º Aniversário

banner

No dia 8 de Janeiro de 2013 nasceu o Geo Alentejo, através de um grupo de amigos, com o objectivo de promover o melhor do que há escondido pelo Alentejo. Desde então o nosso grupo tem crescido e são cada vez mais os nossos membros, amigos e simpatizantes, sendo estes os principais responsáveis pela nossa existência.

O nosso 6º Aniversário, vai ser comemorado nos dias 12 e 13 de Janeiro. O convite desta vez será a visita ao concelho de Aljustrel, onde será possível fazerem uma viagem no tempo e contemplar toda uma panóplia de património industrial inerente à actividade mineira, que marca o concelho desde o tempo dos romanos. As minas de Aljustrel são uma das mais antigas minas do mundo ainda em laboração.

O listing oficial pode ser consultado no seguinte LINK.

As inscrições nas actividades e jantar de aniversário, devem ser feitas no seguinte LINK.

O programa do evento é o seguinte:

Sábado (Dia 12)

09H30 – Abertura do Check-in (Posto de Turismo – N37° 52.659 W008° 09.785)

A recepção aos visitantes será feita no posto de turismo de Aljustrel. Um antigo edifício de uma escola primária, agora recuperado e destinado ao turismo e outras actividades sociais. Ali perto, poderão encontrar o agradável e espaçoso Jardim 25 de Abril. No recinto do mesmo, existe um bar e casas de banho públicas.
10H30 – Visita ao Museu Municipal (N37° 52.831 W008° 09.869) / Ermida de Nossa Senhora do Castelo (N37° 52.869 W008° 10.027)

Núcleo Museológico de Aljustrel

Aljustrel possui um património arqueológico notável, reconhecido tanto em Portugal como no estrangeiro, resultado de cerca de um século de investigações efectuadas em diversos sítios arqueológicos do concelho.

A coleção de Arqueologia é composta por  materiais recolhidos no concelho em intervenções arqueológicas e de achados fortuitos. Através de um protocolo com a empresa mineira Pirites Alentejanas, SA, o museu ficou com o depósito de todos os materiais que faziam parte do antigo Museu da Mina. Estes abarcam um período cronológico que vai desde a Pré-história até à Idade Média, com especial ênfase no período romano.

A entrada é gratuita.

Santuário de Nossa Senhora do Castelo

Este Santuário, composto por um belo escadório que parte da Rua de Nossa Senhora do Castelo até ao Adro da Ermida, um autêntico miradouro sobre o concelho de Aljustrel e limítrofes, onde se encontra um Arco em forma de Campanário com um pequeno sino que outrora chamava a população para o culto e alarmava para os incêndios. A Ermida é de uma só nave, em que as paredes interiores se encontram revestidas de azulejos tipo tapeçaria do séc. XVII, nos anos sessenta do século XX, a zona do altar-mor desmoronou-se tendo sido então construída a parte inferior em alvenaria e aproveitada toda a madeira da parte superior e reconstituído o retábulo. Este templo é tão antigo que na Visitação feita á Vila, no ano 1510, afirmava-se que era tão antigo que não havia memória de quem o edificasse, mas segundo se crê, foi mandada construir por D. Paio Peres Correia. Narra a lenda associada à Ermida, que o construtor pretendia deixar de fora uma rocha sob a qual a Virgem Maria tinha aparecido após a conquista cristã, mas sempre que os pedreiros deixavam o trabalho, à noite, as paredes ruíam misteriosamente, até que então resolveram edificar a Ermida sobre a rocha, nunca mais tendo ruído. Diz ainda a lenda, que ao encostarmos o ouvido nesta rocha ouve-se o mar ao fundo e se algum dia esta for arrancada o mar entrará por ali e inundará a vila. A devoção a Nossa Senhora do Castelo está enraizada nas gentes deste concelho, e teve o seu pico maior na nossa era, nos tempos da Guerra do Ultramar. Fato que comprova esta devoção, são os inúmeros ex-votos em forma de fotografias, joias e outras peças de ourivesaria, figuras de cera, de fitas de cetim, flores.
12H30 – Almoço Livre (1)
15H00 – Visita ao Complexo do Parque Mineiro de Aljustrel (N37° 52.090 W008° 09.833)

Aljustrel possui ao longo da sua área geográfica, algumas instalações industriais mineiras já desactivadas, que são testemunho único de práticas mineiras que vêm do séc. XIX, com imenso património móvel e imóvel, de arqueologia clássica e industrial, com valor histórico e patrimonial e que urge preservar uma vez que já não existe em mais nenhuma mina da Faixa Piritosa Ibérica.

São de realçar as instalações da antiga cementação com edifícios anexos, onde se obtinha cobre a partir da sucata de ferro e das águas que vinham do interior da mina, da central eléctrica, uma das mais antigas do Baixo Alentejo e que chegou a fornecer energia a localidades vizinhas, dos malacates (elevadores) com os respectivos edifícios adjacentes por onde subiam e desciam homens, máquinas e minério até às profundezas da terra, a sala dos compressores, hoje musealizada e onde era produzido o ar comprimido para os trabalhos mineiros. Trata-se de vestígios de um tipo de mineração já desactualizado nos dias de hoje, mas que foi utilizado durante muitas décadas nas minas de Aljustrel e da Faixa Piritosa e de que já não existem vestígios nas outras minas o que, de algum modo, valoriza estes equipamentos.

O património móvel está representado por duas componentes: os materiais de arqueologia clássica e os de arqueologia industrial. Enquanto os primeiros estão salvaguardados no Museu Municipal de Arqueologia, os segundos encontram-se dispersos pelo couto mineiro, com as locomotivas antigas e as vagonas, que se encontram ao ar livre. De referir que das locomotivas ainda existentes, umas eram utilizadas em trabalhos de superfície e outras no interior das galerias da mina.

Locais de interesse:

  • Casa do Procurador
  • Cementação das Pedras Brancas
  • Cementação dos Algares
  • Central elétrica
  • Chaminé da Transtagana
  • Chapéu de ferro
  • Corta de S. João do Deserto
  • Escoriais Romanos
  • Malacate de S. João do Deserto
  • Teleiras das Pedras Brancas
  • Malacate Poço de Viana
  • Malacate Vipasca
  • Oficina Metalúrgica Romana
  • Represa
  • Toldas

20H00 – Jantar de Aniversário – Inscrição: LINK

Restaurante “As Piscinas” (N37° 52.615  W008° 09.641)

Ementa:

Entrada: Pão /Azeitonas / Paio / Queijo / Rissóis / Croquetes

Sopa: Creme de coentros

Prato: Lombo de Porco no Forno

Sobremesa: Tarte de Natas / Mousse de chocolate / Salada de fruta

Bebidas: Água / Cerveja / Refrigerante / Vinho da casa / Café

Durante o jantar, teremos o privilégio de poder ouvir o Grupo Coral do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira – o grupo de Cante Alentejano mais antigo do Mundo!

O Cante Alentejano é considerado Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

aaa

 Domingo (Dia 13)

09H30 – Abertura do Check-in (Posto de Turismo – N37° 52.659 W008° 09.785)
10H30 – Caminhada pelos bairros mineiros

Será uma caminhada com nível de dificuldade baixo, com cerca de 10km de distância. Iremos percorrer os bairros mineiros que caracterizam a vila de Aljustrel, e que remontam aos primórdios da vila Vipasca.

Preparámos um conjunto de novas caches para visitarem durante o percurso.
13H00 – Almoço Livre (1)
15H00 – CITO

Iremos mais uma vez vincar a nossa posição em prol do meio ambiente, com uma acção de limpeza ambiental.
17H00 – Fim do Evento

 

(1) Restauração

O Cabecinha

Fio d´ Azeite (encerra ao domingo)

Churrasqueira O Fogareiro

Pizzaria Rafaelo (encerra ao domingo)

Restaurante As Piscinas

Bangula (encerra ao domingo)

 

Alojamentos – ao efectuar a sua reserva, indique o nome Geo Alentejo para beneficiar dos descontos indicados

 

Hotel Villa Aljustrel

1

Contactos: 284 600 800 / info@hotelaljustrel.com

  • Quarto individual: 50.00€;
  • Quarto twin/duplo: 75.00€;
  • Quarto twin com cama extra (3 pessoas): 90.00€;
  • Quarto duplo superior: 90.00€.

O valor apresentado inclui pequeno-almoço, acesso ao ginásio, sauna e banho turco.

Desconto de 15% sobre as tarifas apresentadas bem como um desconto de 10% para o serviço de restaurante (Fio d’Azeite) à carta.

Casa de Campo do Roxo

2

Contactos: 284400592 / 934467862 / casadoroxo@gmail.com

  • Valor noite 2pax, com pequeno almoço 70€
  • Valor noite 1pax, com pequeno almoço 60€

Desconto de 10% sobre as tarifas apresentadas

Agro-Turismo do Roxo

3

Contactos: 284 070 282 / 933 728 601 / agroturismodoroxo@gmail.com

  • Quarto duplo: 70€ regime APA
  • Quarto single: 55€ regime APA

 

Desconto de 5% sobre as tarifas apresentadas